O Exame de Audição, embora muito negligenciado pela maioria das pessoas, é importantíssimo para garantir o seu bem-estar e a qualidade de vida. Isso porque, a alteração auditiva acontece, geralmente, de forma lenta e nem sempre o indivíduo se dá conta que está com dificuldades para ouvir.

A avaliação auditiva deve ser um procedimento periódico para todos os indivíduos e ainda, em especial, àqueles propensos a desenvolverem uma perda auditiva, devido às atividades profissionais, os que fazem uso continuo de medicações que podem lesar as células ciliadas da cóclea, os que tem predisposição genéticas e os que fazem uso de aparelhos auditivos. 

Avaliação Audiológica: o que é?

A Avaliação Audiológica tem como objetivo principal determinar a integridade do sistema auditivo, além de identificar o tipo, grau e configuração da perda auditiva em cada orelha (Lopes, Munhoz & Bozza, 2015), permitindo assim, o diagnostico e tratamento precoce dos problemas auditivos.

O Fonoaudiólogo é o profissional habilitado e responsável legalmente para realizar as Avaliações Audiológicas.

Cada exame audiológico possui um propósito e podem se complementar quando necessário, para o diagnóstico adequado. Veja mais informações sobre os principais exames de audição no diagnóstico de alterações no ouvido.

Audiometria convencional

Audiometria tonal limiar:Exame de audição que tem por finalidade medir o nível mínimo de intensidade sonora percebida pelo indivíduo. Utilizada para detectar o grau e tipo de alteração auditiva.

É um teste que depende da colaboração do indivíduo. Realizado em cabina acústica com fones de ouvido. Os estímulos (tons puros) são apresentados entre as frequências de

250Hz a 8KHz.

O teste pode ser aplicado em criança a partir de 6 meses. Nesse caso, é utilizado brinquedo durante o teste para facilitar as respostas.

– Audiometria vocal

Avalia a capacidade de detectar e compreender os sons de fala.

Realizado em cabina acústica com fones de ouvido, inclui duas avaliações:

Limiar de recepção de fala – Menor intensidade com a qual a pessoa entende50% das palavras ouvidas.

Índice de reconhecimento de fala – Porcentagem de acertos das palavras ouvidas.

Imitanciometria

Exame que avalia as condições da orelha média, verificando o funcionamento do tímpano, da cadeia de ossicular e da tuba auditiva.

Na imitanciometria também é a realizada a pesquisa do reflexo estapediano. O reflexo estapediano é uma contração do músculo estapédio, localizado na orelha média, induzido por um som intenso.

É um exame que faz parte da avaliação audiológica básica, complementando a audiometria. Utilizado para identificação de doenças do ouvido, como otite média, otosclerose, entre outros.

Emissões Otoacústicas Evocadas (EOA):

Avalia a funcionalidade das células ciliadas externas da cóclea, por meio de uma sonda colocada no canal auditivo. Não avalia o grau de perda auditiva.

É usada em todas as idades como diagnóstico diferencial, para complementar a avaliação da audição em alguns casos específicos.

Este procedimento é também indicado como o “teste da orelhinha”, recomendado para todos os recém-nascidos, como detecção de alguma alteração.

Potencial evocado auditivo de tronco encefálico (PEATE/BERA)

É um exame que avalia a integridade da via auditiva, desde o nervo auditivo até o tronco encefálico. A informação sonora recebida pelo ouvido é encaminhada ao cérebro pelo nervo auditivo e tronco cerebral, medindo os sinais elétricos desse caminho do som.

Muito indicado.também para avaliar o grau da perda auditiva em algumas frequências quando a audiometria não é possível de ser realizada ou apresenta resultado não conclusivo.

Junto com as Emissões Otoacústicas é utilizado como diagnóstico diferencial da audição em casos específicos.

É um exame objetivo, ou seja, não depende de ações do paciente para obtenção das respostas. Mas precisa que o paciente não se movimente durante a realização do exame. Por isso,é recomendado que crianças e bebês estejam dormindo para que o exame seja realizado, podendo em alguns casos ser necessária a utilização de sedação.

0 comentários